quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Dwyane Wade


E já que o assunto é o Wade, aqui vai um videozinho dele pra quem ainda não conhece. Um dos 3 melhores jogadores da NBA atualmente, ao lado de Kobe e LeBron.

Sempre que vejo o Wade jogando, não consigo deixar de compará-lo com o jovem Michael Jordan (até a temporada 88-89, mais ou menos), por sua habilidade extrema em infiltrar no garrafão, suas bandejas acrobáticas, e seu jogo extremamente agressivo tanto no ataque, quanto na defesa. Porém diferente do jovem MJ, Wade já tem seu anel de campeão, conquistado na temporada 05-06, quando Shaquille O'Neal jogava ao seu lado no Miami Heat.

A minha associação da imagem dele com o Jordan parece realmente ter cabimento, tanto que Wade foi escolhido para ser o jogador a apresentar em 1ª mão, o novo Air Jordan XXV, ao lado do próprio Jordan.

De qualquer forma, Dwyane Wade é um jogador de nível absurdo, capaz de dominar jogos dos dois lados da quadra, e que atualmente faz excelente campanha com o Miami na temporada atual. Ver esse cara em quadra, é ver a história de um dos "all-time greatest" sendo escrita.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Dwyane Wade X Anderson Varejão

Se alguém ainda não viu, tá aí, provavelmente a melhor enterrada da temporada.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Muhammad Ali X Rocky Marciano - A luta do Século

Não, essa luta nunca aconteceu na realidade, mas em 1969, os computadores mais "avançados" da época foram usados para tentar responder a pergunta: Quem foi o melhor peso-pesado da história do boxe?
Foi então organizado um mini-campeonato virtual, em que eram postos frente à frente, os melhores boxeadores, com os vencedores avançando até as etapas finais. Os combates eram simulados baseados nas estatísticas e probalidades através de complexas fórmulas criadas por estudiosos.
A final colocou os dois melhores colocados, Rocky Marciano e o então jovem Muhammad Ali em uma disputa que revelaria quem era o melhor heavyweight da história. Assim, foi criado um filme, com a colaboração dos dois, em que eles simulavam todos os cenários possíveis de uma luta entre eles, todos os golpes e possíveis estratégias e resultados. Porém nem Ali e Marciano ficaram sabendo do resultado, que só seria revelado na entréia do filme exibido em poucas e selecionadas salas de cinema pelo mundo.
Bom, para adivinhar o final e quem foi o vencedor, basta dizer que o comentário de Ali após assistir o filme foi: "That computer was made in Alabama".
Veja mais abaixo:

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

"Pontiac Trans Am" - Lingelfeter

Essa eu vi no Best Cars Web Site e achei bem interessante: a preparadora Lingelfeter apresentou uma nova versão conceito para o clássico Pontiac Trans Am de 1971. Ela é baseada no Chevrolet Camaro (assim como era o original), e vem equipada com um V8 monstruoso de 455cm3, ou seja, 7,45 litros, com potência máxima de 655 cv e torque de 84,3 mkgf, ou seja trata-se de um autêntico descendente da linhagem dos muscle cars.
O modelo foi apresentado no SEMA Show que é realizado em Las Vegas, e chamou bastante a atenção. O pacote de alteração que transforma o Camaro no Trans Am pode vir a ser disponibilizado ao público em breve. Será a última chance de vermos um "Pontiac" novinho em folha, já que devido a crise, a marca foi extinta pela GM. Tomara que a idéia saia do conceito e chegue às ruas.

Saiba mais aqui




Aqui o clássico Trans Am original de 1971

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Um guia sobre charutos

Para quem tem interesse em aprender um pouco mais sobre a arte de se degustar um belíssimo havano, essa sequencia de vídeos é imperdível. Para ver os demais clique no video para vê-lo no Youtube e veja os relacionados, é bem interessante se você entender inglês.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Ducati 916

Essa é definitivamente uma das melhores motos esportivas já fabricadas. A Ducati 916 lançada em 1995, representou a união perfeita entre o design inspiradíssimo do renomado criador Massimo Tamburini, a uma mecânica avançada e inovadora, com seu motor V2 refrigerado à ar de 109 cv de potência. O resultado da combinação foi uma obra de arte sobre duas rodas, que tornou-se também sinônimo de vitórias nas pistas de corrida.







Saiba mais no vídeo abaixo:

terça-feira, 27 de outubro de 2009

The Clipse feat. Kanye West - Kinda Like a Big Deal

Se você era um fã do Mobb Deep nos anos 90, e estava se sentido orfão, não tema, The Clipse é a sua nova dupla favorita de gangsta rap.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Jorge Ben - Ponta de Lança Africano (Umbabarauma)

Classic shit.

Volkswagen Golf R 2010

Essa série do Golf está para ser lançada na Europa em pouco tempo, e já promete ser a versão mais esportiva do best-seller da VW.
Diferente do antigo Golf R32, que possuía um motor V6 de 3.2 litros, a nova série vem agora equipada com um de 4 cilindros de 2 litros, turbo, com injeção direta de gasolina (que maximiza a performance, melhorando sensivelmente o desempenho e também o consumo) e potência declarada de 270 cv. Ou seja, a palavra de ordem no mercado automobilístico pós-crise é uma só, eficiência, e isso que se pode esperar do motor que embora "pequeno", promete entregar desempenho de gente grande. A transmissão conta com o sistema DSG, podendo ser manual ou semiautomático de 6 marchas.
Além da mecânica caprichada, o que encanta nesse carro é seu design limpo e sutil, pois pouco em seu exterior, exceção feita as rodas aro 19, denuncia todo o seu potencial como um dos melhores esportivos já feitos pela montadora de Wolfsburg. Um carro que representa muito bem os novos rumos adotados pela Volkswagen.




domingo, 25 de outubro de 2009

Luis Scola

Tá aí um jogador que mostra muito bem como atleticismo é importante, mas não é tudo para um atleta de elite do basquete. Comecei a admirar o Scola quando infelizmente, vi ele destruindo a seleção brasileira no Pré-Olímpico de 2007. Suas jogadas inteligentes e extremamente técnicas dentro do garrafão lembram o jogo do McHale, outro PF que usava muito mais a finesse, do que a força para pontuar perto da cesta.
A tendência é que nessa temporada, ele seja um dos principais jogadores do Houston Rockets, e mostre que não com enterradas se joga um basquete eficiente e maravilhoso de se assistir.
Ah sim, sou tão fã dos post-moves, do Scola que esqueci de citar que ele é argentino... bom, ninguém é perfeito! Mas rivalidade a parte, o cara é realmente bom, habilidoso, dedicado e muito inteligente com a bola, vale a pena prestar atenção na suas atuações na temporada 09-10.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Zidane + Rakim

Continuando com a trilha sonora de Rakim, desta vez combinando com o jogador com mais classe e técnica dos últimos anos, Zinedine Zidane.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

TV Macho

Esse quadro do saudoso TV Pirata era bom demais! Vai aqui uma pequena amostra. E se você não gostou, sai do meu blog antes que que vá aí e parta tua cara sua bicha! Hahahahaha



Bruce Lee - Don't Sweat the Technique

Demais esse vídeo! Dois mestres em ação: Bruce Lee e Rakim!

Os gols mais bonitos da história do Ajax FC

O Ajax é um dos clubes de futebol que mais admiro, depois do Arsenal e do Barcelona. O time holandês ajudou a revolucionar o futebol nos anos 70, com o futebol-total comandado pelo técnico Rinus Michel e o lendário Johan Cruyff, conquistando vários títulos e tornando-se um dos melhores times europeus da história no processo.
De lá para cá, vários craques foram revelados pelo Ajax como Krol, Rep, Van Basten, Rijkaard, Seedorf, Koeman, Davids, Van der Saar, os irmãos De Boer, Overmars, Winter, Bergkamp e mais recentemente Van der vaart, Babel, Sneijder, Huntelaar e o atual zagueiro-artilheiro do Arsenal, Thomas Vermaelen.
Veja um pouco da história desse clube escrita em gols, no vídeo abaixo:

domingo, 4 de outubro de 2009

Tiger Woods


Comecei a me interessar por golfe a pouco tempo, jogando o jogo do PS2 desse cara, o já lendário Tiger Woods. Descobri que o esporte é bem mais interessante e difícil do que parece a primeira vista, uma pena que seja tão inacessível a maior parte das pessoas... por isso, bendito seja o video game! hahahahah
Mas aqui vai o vídeo de uma tacada incrível do Tiger, um momento clássico da carreira dele, que vale a pena conferir. Ah, e se você não achar que é grandes coisas, é porque você ainda não entendeu o golfe... Recomendo então, no mínimo algumas horas de Tiger Woods PGA Tour... Depois você me diz o que achou.



Aqui alguns momentos marcantes da carreira dele:

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Kobe Bryant - Greatness Personified



Não me canso de ver esse vídeo, a técnica do Kobe é uma coisa absurda. Uma verdadeira lição de todos os fundamentos do basquete.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Arsenal FC - Team Work Goals

Esse vídeo explica em cerca de 5 minutos, o que eu demoraria todo um longo texto para explicar: o porquê sou fã do Arsenal. O futebol-arte ainda sobrevive!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 14

1. Bugatti Type 57S Atlantic (1938)




E finalmente chegamos ao topo da lista! O escolhido para encabeçar essa relação de carros de sonhos, é talvez, a maior lenda entre os carros da Bugatti, e o 1° supercarro da história, construído em 1938.
O Type 57S Atlantic faz parte da prolífica história de sucesso da Bugatti no período pré-guerra, onde a marca era sinônimo de luxo e esportividade extremas e seus carros além de belíssimos exemplos do que havia de melhor e mais moderno na engenharia automotiva, eram também verdadeiras obras de arte, sendo acessíveis apenas a uns poucos afortunados, e tornando-se clássicos absolutos com valores na casa os milhões com o decorrer do tempo.
O Atlantic na verdade, era uma das variações do modelo 57S, um dos mais conhecidos da Bugatti, e seu grande diferencial era a carroceria coupe, baixa, e com um formato bastante inusitado, lembrando uma gota. O design do carro era fortemente baseado no conceito "Áerolithe" apresentado no ano de 1935, e foi obra de Jean Bugatti, filho do fundador da marca, Ettore.
Era construído em alumínio, buscando redução do peso, e era equipado com um conjunto mecânico muito avançado para a época, motor 8 cilindros de 3.3 litros com comando de válvulas duplo. Sua potência chegava nos 200 hp era capaz de chegar aos 200 km/h. Parece pouco hoje, mas não custa lembrar que na época em que foi lançado, um dos carros mais populares o Ford Modelo A, tinha motor de 40hp e alcançava 105 km/h.
De qualquer forma, hoje o Bugatti 57S Atlantic é considerado um dos carros mais superlativos e valiosos da história, e seu belo desenho, dramático, inusitado e criativo, recebe a coroa desse blog, como o carro mais belo já feito.


O Bugatti Type 57S Convencional, a diferença principal é o desenho da traseira



segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Danilo Gallinari

Quebrando a sequência dos 50 mais belos (até pra gerar uma expectativa maior pro número 1...hahahhahha), vou falar de basquete, mas especificamente do New York Knicks, e do rookie promissor da temporada passada, Danilo Gallinari.
Apesar das contusões, levo fé no italiano, parece ser um jogador com personalidade, e tem bastante habilidade para um cara de sua altura, além é claro,de ser um grande arremessador. Cada vez mais aprecio os jogadores europeus, especialmente aqueles alas altos e habilidosos, capazes de jogarem em diversas posições, e com a inteligência necessária, para que, mesmo sem atleticismo, e qualidades físicas excepcionais eles se destaquem e contribuam muito com o time de várias maneiras. Jogadores como Toni Kukoc, Dirk Nowitzki, Paul Gasol, Hedo Turkoglu ou mesmo Andrei Kirilenko. E pelo que vi do Gallinari, acho que logo ele vai estar nessa categoria, evoluindo bastante em seu jogo e se tornando um jogador-chave na equipe dos Knicks.
Se LeBron vai ou não pra New York, ninguém ainda sabe, mas acredito que de qualquer forma, os Knicks vão ter um small Forward de elite na próxima década, e se não for o King, acho que o Gallo vai ser o cara.

sábado, 26 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 13

2. Chevrolet Corvette Stingray C2(1963)



O Corvette de 63 marcou a segunda geração do modelo, ficando conhecido como o Corvette Sting Ray. O design dessa versão foi idealizado por Lary Shinoda, e tinha como característica marcante a split window, ou seja a pequena janela traseira dividida em dois, similar aos Fuscas da década de 50. .
De acordo com pesquisas, o design teve duas influências marcantes: o Jaguar E-Type, esportivo europeu que fazia imenso sucesso na época, e o tubarão da espécie Mako que o designer capturou em uma de suas pescarias em alto-mar.
A split window presente no modelo de 1963 foi abandonada nas versões dos anos seguintes, por motivos de segurança, assim como as entradas de ar nas laterais do capô. O único porém do Sting Ray desse ano, ficava por conta das opções de motorização, pois apenas o motor V8 small-block de 327 cm3 estava disponível, em várias configurações de potência, indo de 250hp a 360hp, o que lhe assegurava um desempenho altamente satisfatório. Porém foi só nos anos seguintes, que o Vette adotaria poderosos motores big block com potência de até 425hp.
O Corvette C2 ficou marcado por ter definitivamente conciliado em um só carro toda a agressividade e força dos muscle cars americanos, à leveza e o design artístico dos carros esportivos europeus, sendo até hoje considerado um dos maiores orgulhos da indústria automobilística americana.




sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 12

3. Mercedes-Benz SSK "Count Trossi" (1930)

Foi muito difícil encontrar informações sobre essa obra de arte da Mercedes, principalmente devido a raridade desse modelo. O "Count Trossi" foi construído sobre a base mecãnica da Mercedes SSK de 1928. A SSK ou Super Sport Kurz (leve em alemão) Kompressor foi um conversível esportivo que fez bastante sucesso , devido a seu chassi bem acertado e seu temperamento esportivo. Era equipado com motor de 6 cilindros em linha de 6.8 litros, sobrealimentado por um compressor, atingindo potência máxima de 225 hp.
Foi em cima desse modelo, já bem atrativo por si só, que o "Count Trossy" tornou-se realidade. Apenas um carro foi construído por iniciativa de um piloto italiano já conhecido por suas construções automobilísticas muito ousadas, o próprio Conde Carlo Felice Trossi, que aparentemente, resolveu "tunar" sua SSK, criando no processo, um dos carros mais marcantes e originais de todos os tempos. Aparentemente não há registros da oficina que trabalhou no desenho do conversível, mas com certeza, é possível dizer que se tratou de um trabalho esplendoroso.
Seu estilo parece saído de um filme de terror, e suas linhas poderiam ser do carro do Batman, ou de qualquer outro personagem tão soturno e sombrio quanto. Se o Charger parece mau, o "Count Trossy" parece sinistro, principalmente por seus imensos paralamas traseiros que lembram a asas de morcegos.
Hoje esse único exemplar pertence a Ralph Lauren, o famoso estilista, e seu preço pode ser calculado em alguns milhões de euros.
De tão nebulosa, a história do Mercedes-Benz SSk Count Trossy, mas parece uma lenda, a lenda de um automóvel fantástico saído dos sonhos de um italiano descontente, mas que bem poderia ser o carro do personagens de pesadelos de muitos, com seu design belo e sombrio. De qualquer forma, trata-se de uma peça de arte como poucas, criativa, exclusiva e sem conceções. Como a arte deve ser.







quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 11

4. Alfa Romeo 8C Competizione (2008)

Esse é disparado o carro mais recente da lista, mas para mim, já é um clássico moderno. O conceito do 8C foi apresentado pela Alfa Romeo no Salão de Frankfurt em 2003, e quatro anos depois sua fabricação foi iniciada. A montadora anunciou a comercialização de 500 carros na versão coupe, sendo que uma versão conversível foi lançada no ano seguinte.
Seu projeto envolveu três das principais montadoras da Itália, pois apesar de ser um Alfa Romeo, seu motor V8 de 4.7 litros é feito pela Maserati com a supervisão da Ferrari. A plataforma também é derivada da Maserati, sendo a mesma utilizada no modelo Gran Turismo. Sua carroceria é toda feita de fibra de carbono, visando maior leveza e resistência.
As linhas do 8C Competizione representam uma releitura dos carros clássicos da Alfa Romeo, principalmente os da década de 50 e 60. De acordo com a marca, o design do exterior do modelo deveria proporcionar ao observador a mesma sensação de prazer, que este teria se estivesse conduzindo o carro. O objetivo foi completado com louvor, pois trata-se de do carro mais bonito dessa decada, e é impossível ficar indiferente a beleza clássica e sensual do 8C.





terça-feira, 22 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 10

5. Dodge Charger R/T (1968)

O modelo escolhido foi o de 68, mas poderia ser o de 66,67 ou 69, e ainda assim estaríamos falando sobre o muscle car definitivo. Um design como o do Dodge Charger só poderia ter sido concebido em um período da história automobilistica, como foram os meados dos anos 60.
Olhe bem para esse carro. Ele é MAU. Sem excessos, adereços desnecessários ou coisas do gênero, ele passa uma mensagem simples: "Eu sou maior, mais forte e mais malvado que você...vai encarar?" hahahahahaha
Brincadeiras a parte, o desenho sóbrio e ao mesmo tempo ameaçador do Charger já lhe rendeu papel de destaque, na maioria das vezes, como carro do vilão, em diversos filmes, como Bullitt, Blade, Velozes e Furiosos entre outros (e não, os Gatões não conta).
Quando o Charger foi apresentado em 1966, seu design era muito moderno e arrojado para a época. Seus relógios no painel eram inspirados pela era espacial, sendo bastante futuristas, mesmo para os dias de hoje. Com o tempo, a peça passou a ter um aspecto mais convencional.
Os faróis escamoteaveis ocultos na grade, eram outro fator de modernidade, e que além disso, lhe conferiam aquele visual limpo e ousado, pelo qual o modelo ficou conhecido.
Os motores disponíveis são um capítulo a parte. Os modelos mais básicos utilizavam motores de 6 cilindros em linha com potência de 190 cavalos, e os mais esportivos eram equipados por verdadeiras lendas da engenharia automotiva, como o 440 Magnum de 8 litros e potência declarada de 385 cavalos, e o incrível 426 Hemi de 425 cavalos.
Resumindo, o Dodge Charger é um verdadeiro ícone de uma era de ouro dos carros, e merece o quinto lugar nessa lista, mostrando que muscle cars não tem apenas motores grande para exibir.






terça-feira, 15 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - Parte 9

6. Talbot Lago T150 SS Coupe (1938)

O fabuloso Talbot Lago T150 tinha a carroceria desenhada pela dupla Figoni e Falaschi, excepcionais artistas "coachbuilders" que ao criar seu design incrível, elevaram esse carro a categoria de lenda, daquelas que ao mesmo tempo que revolucionam o estilo automotivo, dominam as pistas de corrida como poucos.
Para se entender a arte de Figoni e Falaschi, é preciso ter em mente que nos primórdios da indústria automotiva, em que a produção em série estava longe de ser a regra, a compra de um carro era um processo trabalhoso e bastante caro.
Primeiramente, era necessário adquirir o motor, o chassi e os demais componentes mecânicos para só então, dirigir-se a uma oficina especializada para a fabricação da carroceria. Esses profissionais eram descendentes diretos da arte da projeção de carruagens e agora utilizavam suas técnicas na criação e feitura de carrocerias praticamente artesanais, feitas especialmente para os chassis pré-adquiridos pelos clientes.
Entre esses "coachbuilders", ou fabricantes de carrocerias, os franceses Giuseppe Figoni e Ovidio Falaschi foram os que conquistaram maior respeito e admiração ao criaram, entre outros, os maravilhosos contornos do Talbot Lago T150 SS de 1938.
O desenho era conhecido como "Tear-drop" por suas linhas similares a uma gota, ou uma lágrima e representava o momento em que o carro deixou de ser mero objeto, tornado-se uma obra de arte, cheia de beleza e significado.
Seu conjunto mecânico era também notável, com seu motor de 6 cilindros e 140 cv, e seu chassi extremamente dinãmico, capaz de levar o Lago à diversas vitórias nas competições automobilísticas.
Como toda obra-prima, o Talbot Lago T150 era para poucos afortunados, o que só aumentou ainda mais seu status como um clássico, uma lenda entre aqueles que enxergam em um automóvel mais que a funcionalidade ou praticidade, mas também apreciam a arte presente nas linhas inspiradas de um carro como o T150 SS de 1938.






sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Os 50 carros mais belos já feitos - parte 8

7. Aston Martin DB4 GT Zagato (1960)

O DB4 Zagato era uma versão modificado pela fábrica Zagato na Itália, do DB4 GT da marca inglesa Aston Martin. O DB4 GT por sua vez, era a versão mais esportiva do DB4 convencional, modelo que ficou em fabricação do período de 1958 até 1963.
O DB4 Zagato vinha equipado com um motor de 6 cilindros em linha com potência máxima de 314 hp, obtendo números de aceleração (0 a 60 mph em 6.1 segundos) e de velocidade máxima (246 km/h) muito bons, principalmente para o período em que foi lançado. Tinha a proposta de ser um carro exclusivíssimo com seu motor melhorado e seu design especialmente aprimorado pelo conceituado estúdio Zagato. Apenas 25 unidades seriam comercializadas inicialmente, porém apenas 24 dessas acabaram sendo vendidas pela Aston.
As mudanças realizadas pela Zagato na carroceria do DB4 foram extensas e modificaram bastante o perfil do carro. A traseira foi a parte mais transformada, deixando de adotar um desenho "hardtop" para adotar um estilo "fastback". Além disso, os para-choques foram eliminados, tornando o visual mais limpo e elegante. Seguindo a mesma proposta, os fárois dianteiros adotaram também um formato muito mais moderno e arrojado, adequando-se com perfeição a proposta da Zagato.
Hoje um Aston desses pode valer mais de 3,5 milhões de libras, tornando-se um clássico absoluto, além, é claro, de ser um dos mais belos carros a serem produzidos.





Aqui, o DB4 convencional